Shop More Submit  Join Login
×

:iconblue-iris: More from Blue-Iris




Details

Submitted on
September 19, 2012
File Size
1.4 KB
Link
Thumb

Stats

Views
110
Favourites
1 (who?)
Comments
0
×


Esperei uma eternidade para te ver passar...
E quando chegaste, ainda à distância, sorriste, e o tempo parou.
Olhaste me no fundo dos olhos e deixaste me com arrepios na espinha...
Sem nunca perceberes que tinhas estado no meu coração esta eternidade,
que ele acelerou quando te deixaste abraçar.
E que quase parou quando foste embora
sem me dares a esperança de te poder voltar a ver.

Tinhas tido um dia, uma semana, um mês, um semestre louco,
E ainda me perguntaste com tanta paciência como estava a minha vida louca.
Ouviste me falar e desconversar o tempo todo
Sem nunca desconfiares de que o que eu queria era comunicar contigo sem palavras
e que ansiava pelo toque da tua pele, como o deserto por água,
e pelo sopro do teu fôlego ao meu ouvido como a canção mais doce da noite.

Por mais que sempre me tenhas pedido para te contar o que sinto e o que vivo,
Ainda não estás preparado para me ouvires falar do como me fazes sentir,
Por mais que já tenhas preenchido esse lugar especial do teu coração com alguém que te quer.
Não consigo impedir o meu corpo de reagir ao teu,
e Por mais que me queiras proteger do meu coração se partir,
Humilhas me ao não perceberes o quanto já o partiste...
Um poema de catarse...
No comments have been added yet.

Add a Comment: